Entre Idades em tempo de COVID-19

Caros amigos e caras amigas,

Em tempo de COVID-19, onde os contactos presenciais foram suprimidos, sentimos uma grande necessidade moral, ética e humana, de dar continuidade à nossa missão de solidariedade reforçando a proximidade aos nossos beneficiários.

Para isso, os nossos técnicos, a partir das suas casas, têm estado a contactar todos os utentes, via chamada de voz ou chamada de video, no sentido de:

– aferir e sinalizar a necessidade de ajuda nesta fase. Por exemplo, se é necessário ir às compras ou à farmácia, nós vamos.
– avaliar a perceção de como cada um está vivenciar este momento. Por exemplo, se sente ansiedade, medo, aborrecimento, tristeza ou irritação, garantimos suporte emocional e psicossocial para a expressão das suas emoções e sentimentos e ensinamos técnicas de gestão emocional e de stress.
– sensibilizar para adoção das recomendações das autoridades de saúde. Por exemplo, não sair de casa, estar atento aos sintomas e efetuar uma boa higiene das mãos.
– ajudar a encontrar para cada caso as melhores atividades a serem realizadas em casa, de modo a promover a estimulação física, cognitiva e lúdica. Por exemplo, levantar-se à hora habitual, fazer uma alimentação equilibrada e a horas certas, hidratar-se, manter as rotinas diárias e praticar atividade física nas várias divisões da casa.
– evitar a solidão, dar suporte emocional e psicossocial. Por exemplo, sabem que hoje falaram com o nosso psicólogo, amanhã irão falar com a nossa fisioterapeuta. Nunca estarão sós e podem ligar sempre que sentirem necessidade. Atenderemos a qualquer hora e a qualquer dia.

Para os utentes dos Cuidados de Saúde Domiciliários, temos investido num acompanhamento mais intensivo, em que à distância, via telefone, os técnicos dão continuidade à intervenção, naturalmente dentro dos limites impostos por esta contingência.

Em duas semanas, sabia que:

– contactamos 177 pessoas idosas, com uma média de idades de 75 anos;
– realizamos 493 contactos de proximidade, numa média de 55 contactos por dia;
– alguns utentes são contactados diariamente ou mais que um vez por dia, sempre que avaliamos ser necessário;
– 134 pessoas têm as necessidades asseguradas;
– 31 pessoas precisam de ajuda (para a compra de alimentos ou ida à farmácia) e encontram-na na família, vizinhos, amigos ou outra instituição;
– 2 pessoas precisaram da nossa ajuda nas compras de alimentação;
– na maior parte dos casos, as principais ações foi dar suporte emocional e psicossocial, fornecer atividades e aconselhar para as recomendações das autoridades de saúde.
– a maior parte (132 pessoas) respeita o isolamento social voluntário e 143 pessoas tenta ocupar o seu tempo com atividades em casa;
– no decorrer dos contactos verificamos que 20 pessoas desvaloriza a situação, 54 sente-se preocupada ou apreensiva, 13 sente-se ansiosa, com medo ou angústia e 50 pessoas tranquila.

 

Iremos continuar a manter este posicionamento até ser possível o retorno à naturalidade.

Vamos ser todos agentes de saúde pública.
Vamos olhar pelos nossos.
Estamos juntos.

LXIIS+

logotipo CML
Com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa

Esta atividade insere-se no âmbito Lxiis+, um projeto Entre Idades e que conta com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa.

#entreidades #envelhecimentoativo #raaml #cml #lisboa #lxiis+ #covid19 #Covid19Portugal #somostodosSNS #dgs #Coronavirus #Covid19 #Saúde #SaúdePública #Sejaumagentedesaúdepública #AParComOMundo #somostodosSNS #FiqueEmCasa #ficaemcasa #vamostodosficarbem🌈